Huawei Mate 20 X: Tudo o que você espera de um smartphone!

Anunciado em setembro, o Huawei Mate 20 X desembarca no final de outubro com uma configuração de respeito para bater de frente com a concorrência.

Huawei Mate 20 X

Huawei Mate 20 X: Especificações

Vamos começar falando das especificações do aparelho. A Huawei anunciou que o seu processador, o Kirin 980, assim como o Fusion A12 da Apple, seria fabricado em 7 nanômetros. Até arriscou dizer que o desempenho seria superior ao da concorrência, mas por enquanto, testes iniciais de benchmarch’s realizados indicaram o contrário.

  • Display de 7,21″
  • Resolução 2.244 x 1.080, OLED, HDR
  • Processador Kirin 980 – 2,6 Ghz
  • GPU Mali G-76
  • 6 GB de RAM
  • Armazenamento interno de 128 GB
  • Câmera traseira tripla: 40 + 20 + 8 Mp (Lentes Leica)
  • Câmera frontal de 24 Mp
  • Bateria de 5.000 mah
  • Sistema Operacional Android 9.0 (Pie)/EMUI 9.0
  • Conexão USB-C, Wi-Fi 802.11 ac, Bluetooth 5.0, NFC, LTE Categoria 21 (Até 1,4 Gb/s)

Além do enfoque dado ao processo de fabricação do processador em 7 nm, a Huawei também fez questão de ressaltar um poderoso sistema de refrigeração com Camara de Vapor e Grafeno* (O primeiro do mundo), além de suporte a D-Pad e caneta stylus Huawei M S-Pen (ambos vendidos separadamente).

No quesito câmeras, as lentes Leica que equipam o Huawei Mate 20 X não devem deixar nada a desejar se comparadas com os flagship’s atuais. Atualmente o trono de melhor câmera, de acordo com o DxOMark, é ocupado pelo Huawei Mate 20 Pro.

Para o sistema de áudio, o Huawei Mate 20 X é equipado com alto falantes da Dolby Atmos e conta com certificação IP-53, que confere proteção contra umidade e poeira. Nada de mergulhar o aparelho na água doce, para isto seria necessária a proteção IP-68.

Huawei Mate 20 X

Mas o que é esse tal de Grafeno?!

Bem, apontado como o material do futuro, o grafeno é um excelente condutor térmico que consegue ter um desempenho de até 2,8 vezes melhor que o tradicional cobre, encontrado na maioria dos sistemas de resfriamento atuais. Segundo a Huawei, com a utilização do grafeno, o processador Kirin 980 poderá trabalhar com altos clock’s sem sofrer com o superaquecimento.

Assim como acontecem com os processadores voltados para Desktops e Notebooks, deveremos ter em breve os multiplicadores liberados pelos fabricantes de smartphones, ficando a cargo do usuário ver até onde ele quer chegar com os overclock’s nas linhas mobile.

Na Europa o Huawei Mate 20 X será disponibilizado para o público a partir do dia 26 de outubro e deverá custar cerca de 899 euros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *